Lar doce Lar – Parte I

charge-Graça-460x307

Pessoal, como falei para vocês, estava em meus planos começar a construir minha casa. E finalmente o dia chegou. Comecei a dar os primeiros passos na construção. YEY! \o/

Pesquisei muito! Então espero acertar em várias decisões. Mas com certeza, como marinheira de primeira viagem, vou errar MUITO! Muito mesmo! rs

E já que meu blog serve para orientá-los sobre aspectos da vida financeira, resolvi relatar aqui todos meus erros e acertos durante a construção que está sendo o maior investimento financeiro da minha vida. Seguem os primeiros 4 passos:

1º PASSO – CONSTRUIR OU NÃO CONSTRUIR?

Meu primeiro passo foi refletir se valia mais a pena construir ou alugar um imóvel. Fiz uma simulação na Caixa Econômica Federal e vi que minha parcela para um financiamento de R$180.000,00 (cento e oitenta mil reais), seria de R$1500,00 (mil e quinhentos por mês) em 420 parcelas. Como pago R$700,00 (setecentos reais) de aluguel, resolvi que valia a pena, pois com mais R$800,00 (oitocentos reais) eu começaria  a pagar algo meu e deixaria de perder dinheiro com aluguel.

Ressalto aqui é que essa situação pode variar de pessoa para pessoa. Se alguém aí tiver 180.000 reais parados e souber investir em ações, ou quiser montar um negócio, poderá lucrar mais e assim pagar o aluguel e ainda ganhar uma graninha. Então, na minha opinião, as vezes vale mais investir em um negócio e continuar no aluguel do que paralisar seu dinheiro em um imóvel.

Mas há quem só quer a casa própria e não sabe ou não tem vontade de investir. Nesse caso sair do aluguel é um excelente negócio.

2º – ESCOLHER A CIDADE E O TERRENO

Resolvi que queria morar em uma cidade perto do meu trabalho mas que fosse um pouco maior. Então analisei a possibilidade de emprego para meu namorado, proximidade da família e do meu emprego, custo de vida e etc.

Depois de escolhida a cidade, comecei a pesquisar pelo terreno. Eu não podia comprar nada em bairros caros e também não queria um terreno muito barato que não valorizasse com o tempo. Acabei encontrando um opção em um loteamento novo que ainda estava com custo razoável mas que tinha grande potencial para valorizar.

Se pretende construir em outra cidade como eu, aconselho que você consulte moradores locais ou que alugue um lugar pelo menos por uns meses. Assim vai ficar mais fácil de distinguir os bairros ruins com preços caros, os bairros muito baratos e perigosos e  os bairros bons com um preço médio.

3º – ONDE FAZER O EMPRÉSTIMO? Com que banco eu vou?

Comecei então a pesquisar os melhores bancos para fazer um empréstimo. Nada contra as empresas privadas de empréstimos. Mas sempre ouvi falar que bancos tem taxas menores e são mais seguros, então fui direto neles. No final vi que as taxas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal são as menores. Porém só a caixa tinha a opção de financiar tanto o terreno quanto a construção no mesmo processo.

4º – IMOBILIÁRIA PARA ESCOLHA DO TERRENO. Escolhendo meu pedacinho de chão.

Entrei em contato com um corretor imobiliário para que me vendesse o terreno. Além da parte burocrática, ele me orientou sobre aspectos como o declive do terreno que, quanto mais torto  mais infraestrutura eu ia precisar, sobre a altura do terreno para não ser engolida pelas casas maiores, sobre o posicionamento da linha de esgoto que, preferencialmente, deve ficar na parte mais baixa do terreno para facilitar o escoamento e etc.

DICAS QUE APRENDI: Não vale a pena comprar um terreno barato se:

  • ele tiver muita queda
  • for mal localizado
  • não estiver com a documentação em dia
  • não tiver potencial de valorização.

Nesses casos a economia imaginada vai gerar mais gastos na construção da obra e seu imóvel pode perder potencial de venda ou aluguel.

O corretor também é o responsável por explicar toda a burocracia que será necessária para efetivação do empréstimo no banco. E o processo é LONGOOOOOOO. Então escolham um corretor bom e paciente. Pois serão necessárias horas de explicação e calma para dar tudo certo.

O próximo passo foi começar a desenhar a casa, sonhar com ela e escolher a arquiteta e o engenheiro. Mas essa parte vou dar mais detalhes para vocês no próximo post. AGUARDEM! 🙂

Quem estiver construindo ou reformando, fique de olho nos nossos posts da série LAR DOCE LAR porque aqui vou falar do passo-a-passo da construção inteira com seus obstáculos e acertos.

E quem tiver alguma dúvida é só comentar aqui em baixo.

E BOA SORTE PRA GENTE!

Anúncios

Poste aqui sua dúvida, comentário, crítica ou sugestão. E seja muito bem vindo (a) ao blog Menina de Negócios. :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s