TURISMO ACADÊMICO – PARTE II

O MINI MUNDO de Porto Alegre é o local mais mágico desse mundo. Seu idealizador conseguiu reproduzir em miniatura, diversos pontos de mundo em um local aberto a visitação do público. Assim fica fácil viajar pelo mundo todo sem sair do Brasil.

E como eu disse que voltaria para terminar os custos da viagem e cá estou eu. Mas tenho que admitir que minha cara de pau me ajudou consideravelmente quanto aos custos no final da minha saga pelo sul Brasileiro. Para começar, a despesa que eu havia feito de hotel, teve uma diária reduzida já que fiz uma amiga em Novo Hamburgo. Essa amiga me deu casa no último dia da viagem.

Conversei também com um dos meninos que estavam no congresso no qual fui apresentar meu trabalho, e ele me disse que estava utilizando o sistema do COUCHSURFING. A tradução desse termo, nada mais é do que:

COUCH – SOFÁ

SURFING – SURFAR

Ou seja, ir de sofá em sofá peregrinando pelo mundo sem gastar um centavo! 🙂

De início tive um certo preconceito com essa ideia, pois não se conhece as pessoas previamente, né… Então um certo cuidado deve existir. Mas nos sites de couchsurfing  mais sérios, é possível cadastrar seu sofá para receber convidados e conhecer pessoas bem legais para se hospedar durante suas viagens, GRATUITAMENTE!

Outra coisa que notei é o quanto fica barato colocar gasolina no carro de um amigo para fazer um turismo na região. Uma opção aceitável também pode ser o aluguel de um carro, que sai cerca de R$100,oo por dia mas que pode-se dividir entre todos que irão no carro e, assim, os gastos são pequenos. As únicas opções inviáveis no sul são ônibus, taxi e empresas de turismo.

  1. Os ônibus são inviáveis por conta da distância dos pontos turísticos, você acaba perdendo horas de passeio apenas em trânsito. Mas se há bastante tempo disponível pode ser uma boa idéia.
  2. O taxi é até uma opção viável para quem viaja em grupo. Porém não é, nem de longe a mais barata. Se vocês encontrarem um taxista legal é possível que ele pegue vocês de manha e entregue no hotel somente de noite, passe por todos principais pontos turísticos, e cobre R$250,00 pelo serviço.
  3. A última idéia, do pacote turístico, é a mais inviável ja que, apesar da comodidade de ter entrada em desfiles comemorativos e ter o jantar incluso, acredito que R$190,00 por pessoa ainda é um valor exorbitante. Pelo menos para meu bolso.

Enfim, eu e mais 3 amigas rachamos a gasolina de um carro e acabamos gastando R$35,00 cada uma (exceto a motorista que não precisou pagar, obviamente). Essa quantidade de gasolina deu para todo o passeio e ainda sobrou mais que o suficiente para essa nossa amiga pudesse nos levar para o aeroporto de porto alegre no dia seguinte.

Falando de compras, os vinhos e chocolates tem uma qualidade ótima e preços baratos no sul. Mas fuja das tais “fábricas de chocolate” que atraem os turistas, mas que na verdade apresentam preços bem mais altos do que as pequenas lojinhas do centro.

Até mesmo Novo Hamburgo, conhecida como a capital do calçado, possui ótimos preços para sapatos, contanto que você fuja das principais fábricas. No meu caso fui atraída pela fábrica da Arezzo e descobri que sapatos que costumam custar R$300,oo em São Paulo, custam cerca de R$150,00 por lá. Mas sinceramente, nem mesmo esse desconto me é suficiente no momento.

Meu último gasto dessa viagem foi bem supérfluo, porém educativo. Passei na 58 feira do livro de Porto Alegre e comprei vários livros para minha pesquisa. Se pensar bem economizei bastante, já que eu teria que comprar esses livros de qualquer forma e, na feira, comprei cada um deles com descontos maravilhosos.

Resumindo meus gastos nessa parte da viagem foram:

HOSPEDAGEM: FREE (No último dia)

ALIMENTAÇÃO: R$5,95 (de um lanche do Subway)

ÔNIBUS PARA O AEROPORTO: R$2,75

CHOCOLATES E VINHOS EM GRAMADO: R$30,00

ENTRADA NO MINI MUNDO: R$18,00

LIVROS: (Comprei 10 livros por um total de R$120,00)

E esses foram os principais gastos da minha saga pelo sul. Espero que ajude aos futuros viajantes e a vocês leitores que sonham em fazer uma viagem legal, mas que acham que ficaria caro demais e comprometeria seu orçamento doméstico. Se houver o mínimo de economia e muito pesquisa, é possível SIM viajar com pouca grana e aproveitar cada paisagem desse nosso lindo Brasil. OU QUEM SABE FAZER UMA VISITA AO MINI MUNDO?

Que tal me acompanharem na próxima viagem?

JÁ ESTÃO CONVIDADOS!

E boa sorte pra gente! 🙂

Anúncios

Poste aqui sua dúvida, comentário, crítica ou sugestão. E seja muito bem vindo (a) ao blog Menina de Negócios. :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s