O PREÇO DO AMANHA

Vocês já assistiram o filme o Preço do amanha?

No filme a moeda vigente são as horas do seu dia. Tudo é pago em segundos, minutos, horas, dias, meses e anos. Até mesmo a esmola dada por Will Salas (Justin Timberlake) foi de 5 minutos.

As compras são tão facilitadas que para gastar basta unir dois relógios/poupança (que ficam no braço de cada pessoa) e girar seu braço para um lado. Sendo que para depositar basta girar para o outro lado.

O interessante é que pessoas com mais “tempo” fazem tudo lentamente, enquanto os menos abastados correm para garantir o dia de amanha.

E como na terra não a espaço para todos, para que os mais ricos possam ser imortais, metas trabalhistas, juros e taxas são aumentados simultâneamente fazendo com que a taxa de mortalidade entre os pobres seja muito alta.

O Menina de Negócios, no entanto, não vai fazer nenhum Spoiler. Até porque o filme é muito bom e acho que todo mundo deveria assistir. Mas estamos aqui para mostrar como essas transações monetárias funcionam como uma mega crítica social onde quem não tem dinheiro vive menos por não conseguir garantir as condições básicas de sobrevivência e, quem tem muito dinheiro, vive mais e melhor por poder pagar por melhores tratamentos, alimentação balanceada e menor estresse.

Essa história é fictícia, mas pode ser considerada como uma tendência evolutiva. Fator que confirma isso é a evolução das novas tecnologias em relação ao mercado financeiro e as relações de poder.

Como exemplo temos o Pay pal que torna nossos cartões, cheques e dinheiro em moedas digitais e transforma nossas transações financeiras em transações online.

Até o momento o Pay pal serve para compras online via computadores, palms, tablets e/ou dispositivos móveis. Mas segundo um vídeo da empresa, a próxima etapa tenderá a nos levar a um mundo próximo ao do filme ” O preço do amanha”. A empresa prevê, nesse caso, a total substituição das notas e papéis pelo Pay Pal.

Aqui vai um vídeo para explicar melhor como o sistema funcionará:

Não é difícil de acreditar que logo não teremos que manusear cédulas ou folhas de cheque. Até porque várias compras e vendas já são possíveis através de aplicativos online.

Resta saber se teremos o mesmo controle financeiro, se passaremos a gastar mais por impulso pela facilidade de compra, se faltarão empregos devido a ausência de necessidade de mão de obra ou, até mesmo, como reagirá o mercado diante dessa nova dinâmica.

Então vamos torcer para que tudo dê certo e para que nosso controle de gastos e despesas mantenha-se intacto.

BOA SORTE PRA GENTE.

Anúncios

Poste aqui sua dúvida, comentário, crítica ou sugestão. E seja muito bem vindo (a) ao blog Menina de Negócios. :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s